OS GLICÍDIOS

fevereiro 14, 2009 às 4:04 pm | Publicado em Blogroll, Uncategorized | Comentários desativados em OS GLICÍDIOS

Os glicídios

São moléculas também conhecidas como carboidratos, sacarídios ou açúcares, apesar de nem todos terem sabor adocicado. Têm fórmula molecular Cn(H2O)n, como a glicose: C6H12O6.

Suas duas funções principais são:

  • Consistem de fonte de energia.

  • Possuem também função estrutural, como a celulose, componente principal das paredes celulares de células vegetais, e a quitina, componente das paredes celulares de fungos e do exoesqueleto dos artrópodes.

Os glicídios podem ser divididos em três tipos principais:

  • Monossacarídios: são os glicídios mais simples, constituídos de 3 a 7 átomos de carbono, como a glicose, frutose e galactose. O prefixo mono indica que consiste de apenas uma molécula.

  • Dissacarídios: formados pela união de dois monossacarídios. Exemplos: Sacarose (glicose + frutose), lactose (glicose + galactose) e a maltose (glicose + glicose).

  • Polissacarídios: formados pela união de centenas ou milhares de monossacarídios.

Os principais polissacarídios são:

  • Amido: reserva energética das plantas, constitui parte importante da alimentação humana.

  • Glicogênio: reserva energética dos animais.

  • Celulose: componente das paredes celulares de células de plantas, pode ser utilizado como alimento por parte de animais em cujos sistemas digestórios se encontram microrganismos simbiontes produtores da enzima celulase, capaz de digerir a celulose. De qualquer forma, é importante ingerir fibras de celulose, pois elas dão volume e consistência à massa alimentar, ativando os movimentos intestinais.

  • Quitina: componente das paredes celulares de fungos e dos exoesqueletos dos artrópodes.

De forma geral, os glicídios que ingerimos são produzidos por organismos autótrofos, como as plantas, fotossintetizantes:

6 CO2 + 12 H2O + Energia luminosa à C6H12O6 + 6 O2 + 6 H2O

A glicose é ingerida por diversos organismos, e convertida novamente em CO2 graças ao processo de respiração celular. O CO2 é então utilizado novamente pelos autótrofos fotossintetizantes.

Glicídios e obesidade (http://www.youmeworks.com/whylowcarb.html):

Por fim, é importante destacar que o consumo de glicídios em excesso pode levar a um quadro de obesidade, pois, em resumo, para que o organismo irá utilizar as gorduras como fonte energética sendo que há um excesso de glicídios prontamente disponível e que pode ser utilizado de forma mais imediata? Quanto mais doces se come, menos gordura se queima!

Além disso, quando comemos doces o organismo os digere e os glicídios são absorvidos do intestino para a corrente sangüínea, ocorre então a liberação do hormônio insulina, que promove a captação de glicose. Quanto mais se ingere doces, maior é a liberação de insulina, e menor passa a ser a concentração de glicose no sangue, o que te faz sentir vontade de comer ainda mais doces (e engordar mais!) para elevar a concentração de glicose no sangue (glicemia) de volta aos níveis normais.

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.

%d blogueiros gostam disto: